SEEB denuncia fechamento de agência e assédio moral

SEEB denuncia fechamento de agência e assédio moral

Escrito em 26/05/2024

O SEEB-MA realizou nesta quinta-feira (11/04) um ato público para denunciar o fechamento do Santander da Praça João Lisboa, em São Luís, que ocorrerá no próximo dia 1º de maio, embora o banco não tenha dado publicidade à população.

De acordo com o diretor Marcelo Bastos, a medida prejudicará os bancários e os mais de 14 mil clientes da unidade, entre correntistas e pensionistas, "algo inadmissível para um banco que lucrou mais de R$ 9 bilhões em 2023" - criticou.

Segundo informações preliminares, os funcionários e os usuários da unidade João Lisboa serão transferidos para a agência da Rua da Paz, o que precarizará ainda mais o serviço prestado, devido ao aumento do fluxo de pessoas, da superlotação, dasfilas intermináveis, além do quadro reduzido de bancários, que já sofrem com a sobrecarga de trabalho, as metas abusivas e o medo de demissão.

Durante a manifestação, o diretor do SEEB-MA, Rodolfo Cutrim, denunciou ainda o assédio moral praticado por gestores do Santander, uma conduta cruel que está levando os empregados ao adoecimento e até à ideação suicida, conforme denúncias.

"O Sindicato levará o caso do fechamento da agência João Lisboa ao Procon por lesar os consumidores e continuará firme na luta por saúde, mais bancários e mais agências do Santander no Maranhão. Por nenhum direito a menos, vamos à luta" - finalizou o presidente Dielson Rodigues.