Governo Bolsonaro quer acabar com vales dos bancários

Governo Bolsonaro quer acabar com vales dos bancários

Escrito em 15/07/2021

O SEEB-MA critica a proposta de Reforma Tributária do Governo Bolsonaro, que poderá ceifar uma série de direitos dos trabalhadores, incluindo os vales refeição e alimentação dos bancários.

Segundo informações da imprensa, o deputado federal Celso Sabino (PSDB-PA), relator da Reforma, sugeriu acabar com a isenção fiscal das empresas que concedem tíquetes aos seus empregados.

Essa sugestão, se aprovada, incentivará os patrões a cortarem esses benefícios, gerando um aumento na arrecadação do Governo de quase R$ 3 bilhões até 2023 à custa dos direitos dos trabalhadores.

Em outras palavras, o Ministério da Economia, com o intuito de compensar a diminuição da tributação das empresas, ataca incentivos fiscais que garantem os tíquetes da classe trabalhadora.

Para o diretor do SEEB-MA, Rodolfo Cutrim, a categoria bancária não pode aceitar mais esse ataque de Paulo Guedes, que penaliza e prejudica o trabalhador para beneficiar o empresariado.

“Não devemos aceitar, passivos, o Governo jogar a conta dos empresários no bolso dos trabalhadores, retirando o tíquete, um direito histórico das categorias. Vamos à luta” - finalizou.