É preciso cobrar a reposição das perdas salariais; entenda!

Escrito em 25/06/2024

Confira a nota técnica produzida pelo pesquisador do Instituto Latino-Americano de Estudos Socioeconômicos (Ilaese), Guilherme Fonseca, que demonstra as perdas salariais acumuladas pelos bancários desde a implantação do Plano Real (1995-2023), apesar do aumento dos ativos dos bancos de R$ 6,19 trilhões em 2016 para R$ 9,81 trilhões em 2023, valor bem próximo ao PIB do Brasil.

Esses dados foram fundamentais para construção do índice de reajuste de 34,47% pleiteado pelos sindicatos de oposição na Campanha Nacional deste ano e embasaram ainda mais a necessidade de cobrar na mesa de negociação as perdas salariais da categoria, reivindicação totalmente ignorada pela Contraf-CUT, que está pedindo aos bancos apenas a inflação mais 5% de aumento. Uma vergonha!

O estudo realizado pelo Ilaese foi apresentado no II Encontro Estadual dos Bancários do Maranhão 2024, realizado no sábado (22/06), em São Luís, e é fruto de uma parceria com o SEEB-MA, SEEB-RN, SEEB Bauru, SEEB-AM, SINTEC-TO, AFBNB, AEBA e FNOB. Leia a nota técnica e o estudo sobre o lucro dos bancos. Lute por reajuste real já!