SEEB-MA e SR/BB discutem demandas dos bancários

SEEB-MA e SR/BB discutem demandas dos bancários

Escrito em 06/10/2021

Em reunião realizada na terça-feira (05/10) com o Superintendente do Banco do Brasil, José Soares de Oliveira, o SEEB-MA tratou de diversos assuntos de interesse dos funcionários, no Maranhão.

Sobre a transformação dos postos de atendimento (PA) em agências bancárias nível F, o BB afirmou que os gerentes de PA serão promovidos a gerentes gerais, com acréscimo salarial.

Questionado se esses gestores seriam submetidos a avaliações para permanecerem no cargo, o Superintendente confirmou a informação, mas garantiu que a intenção do banco é manter esses bancários como gerentes das novas agências.

“Vamos estar atentos a essas avaliações para assegurar essa função aos bancários. Além disso, o ideal era que esses colegas recebessem o mesmo valor dos demais gerentes gerais do BB, tendo em vista que terão as mesmas responsabilidades. Vamos lutar por isso” – afirmou o presidente do SEEB-MA, Dielson Rodrigues.

Em relação às reformas nas agências de Balsas, Bacabal, São João Batista, São João dos Patos, entre outras, o Sindicato cobrou celeridade nos serviços, tendo em vista que há bancários trabalhando em meio às obras.

Em resposta, José Soares informou que o banco está tomando as devidas providências para acelerar as reformas e melhorar o ambiente laboral dos funcionários.

Quanto ao novo concurso do Banco do Brasil, o SEEB-MA questionou se as vagas ofertadas dariam para suprir os "claros", no Maranhão, tendo em vista o déficit funcional existente no Estado. O Superintendente disse que sim, pois além das vagas ofertadas, os excedentes poderão ser convocados quando houver necessidade.

No fim da reunião, o Sindicato cobrou, ainda, o fim do assédio moral em todos os locais de trabalho. Por sua vez, José Soares garantiu que reforçará junto aos gestores a necessidade de respeitar os colegas e o regimento do banco, que impede a cobrança de metas fora do horário de expediente e quaisquer outras condutas assediadoras.

“Vamos continuar fiscalizando, a fim de garantir condições dignas de trabalho e os direitos dos bancários do BB. A luta continua” – afirmou o diretor Rodolfo Cutrim, que acompanhou o presidente Dielson na reunião.