SEEB-MA repudia abusos do Itaú por meio do programa GERA

SEEB-MA repudia abusos do Itaú por meio do programa GERA

Escrito em 30/09/2021

O SEEB-MA repudia os abusos do Itaú praticados por meio do GERA, no Maranhão. De acordo com denúncias de bancários, esse programa reestruturou – para pior – o trabalho nas agências, gerando sobrecarga de trabalho, assédio moral, aumento das metas, medo de demissão e adoecimento, em especial, para os agentes de negócios.

Embora faça parte do projeto intitulado “Itaú 2030”, que defende “uma mudança de cultura” no ambiente de trabalho, o GERA, na prática, perpetua a humilhações e constrangimentos, principalmente contra os empregados mais antigos, submetendo-os a situações vexatórias, como a exposição de desempenho e rankings em reuniões públicas, o que é vedado pela Convenção Coletiva de Trabalho.

“Cobramos que essa mudança de postura ocorra, de fato e o quanto antes no Itaú, que precisa respeitar seus funcionários, no Maranhão. Exigimos condições dignas de trabalho. Chega de exploração por meio do GERA. Caso contrário, tomaremos as medidas políticas e jurídicas necessárias para acabar com o assédio e demais ataques contra nossos colegas” – afirmou o diretor do SEEB-MA, Alberto Félix.